Fonte: UML Comics

Quem desenvolve aplicações há algum tempo, certamente já criou aquela classe com uma infinidade de objetos sendo instanciados na unha, de forma verborrágica. Criação de métodos getInstance() então, nem se fala..rs. Pensando nos pobres desenvolvedores, alguma alma solidária resolveu criar a tal da injeção de dependências. Mas o que diabos é isso, Raphael? A grosso modo, injeção de dependências é uma magia negra onde as dependências de uma classe deixaram de ser definidas programaticamente e o container da aplicação bateu no peito e falou: deixa comigo que eu gerencio essa parada. Desta forma, o programador deixou de ter a responsabilidade de fazer verificações e instanciações, entre outras formas de controlar a criação dos objetos de uma classe.

Continue reading